Últimas notícias de economia, política, carros, emprego, educação, ciência, saúde, cultura do Brasil e do mundo. Vídeos dos telejornais da TV Globo e da GloboNews.
‘Ele era hemofílico e sempre lutou para viver’ diz mãe durante velório de motorista de aplicativo assassinado no DF

Maurício Cuquejo Sodré, 29 anos, foi vítima de latrocínio na madrugada de quinta-feira (23). Corpo será enterrado neste sábado (25). Corpo do motorista de aplicativo Maurício Cuquejo Sodré é velado no cemitério do Gama, no DF Afonso Ferreira/ G1 Parentes e amigos do motorista de aplicativo Maurício Cuquejo Sodré, de 29 anos, se reuniram na manhã deste sábado (25), no cemitério do Gama, para o velório do jovem assassinado na última quinta-feira (23). O crime é investigado como latrocínio, três suspeitos estão presos e um adolescente foi apreendido. O sepultamento está marcado para o período da tarde. Durante o velório, amigos e parentes vestiram uma camiseta com a foto do dele. A mãe de Maurício revelou que o filho fazia tratamento, por causa da hemofilia, desde que nasceu. “Ele era hemofílico e sempre lutou para viver." Amigos e parentes do motorista de aplicativo Maurício Cuquejo Sodré vestiram camisetas com a foto dele durante o velório, no DF Afonso Ferreira/ G1 Segundo Maria do Socorro Sodré, de 56 anos, o rapaz já havia demonstrado preocupação com os riscos enfrentados no trabalho. Trabalhando há oito meses como motorista de aplicativo, Maurício – que era formado em gastronomia – estava juntando dinheiro para abrir uma lanchonete, contou a mãe. 'Eu desabei quando vi meu filho morto', diz mãe de motorista de aplicativo assassinado Maria do Socorro Sodré e o filho Maurício Cuquejo Sodré, de 29 anos, ele era motorista de aplicativo no DF e foi encontrado morto Arquivo pessoal O crime O corpo de Maurício Cuquejo Sodré foi localizado por um morador do Núcleo Rural Boa Esperança II, por volta das 6h desta quinta. O cadáver estava dentro de uma vala de contenção de água da chuva e o carro havia sido abandonado no local. Maurício foi o segundo motorista de aplicativo assassinado em menos de um mês, no DF. A Polícia Civil também investiga o óbito de Aldenys da Silva, de 29 anos. O corpo dele foi encontrado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) no sábado (18), às margens da BR 070, na região de Brazlândia. Aldenys estava desaparecido desde o dia 3 de janeiro. O crime é investigado pela 19ª Delegacia de Polícia, de Ceilândia, como latrocínio – roubo seguido de morte. O carro dele foi rastreado no Ceará, no dia 5 de janeiro. Até este sábado, ninguém havia sido preso. ‘Maurício foi vítima de latrocínio’ Carro de motorista de aplicativo encontrado morto em área rural do DF foi abandonado depois de atolar, em área rural do DF Arquivo pessoal De acordo com a Polícia Civil, Maurício foi vítima de latrocínio – roubo seguido de morte. Os quatro suspeitos de matar o motorista de aplicativo levaram o celular e o dinheiro dele. Segundo o delegado Laércio Rossetto, responsável pela investigação, por volta da 1h de quinta-feira (23), depois de consumir bebidas alcoólicas, eles chamaram um carro de aplicativo. “Os autores confessaram que durante a corrida decidiram assaltar o motorista. Maurício foi morto com várias facadas. O corpo apresentava ferimentos na cabeça, no pescoço e nas costas.” Marcas nos braços e na mão de Maurício levam a polícia acreditar que ele tentou se defende. As investigações apontam que Maurício foi colocado no porta-malas do carro ainda com vida. No caminho até a Granja do Torto, o veículo atolou – por isso foi abandonado. Nesta sexta-feira (24), a Justiça do DF decidiu manter presos – por tempo indeterminado – os maiores de idade envolvidos na morte do motorista. O adolescente foi encaminhado para Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA). Último áudio enviado por Maurício Cuquejo Sodré Motorista de aplicativo enviou áudio para colegas de trabalho antes de ser assassinado O G1 teve acesso a um áudio em que Maurício Sodré enviou pouco antes de ser assassinado (ouça acima) comemorando o número de corridas que fez na noite de quarta (22). A gravação foi postada em um grupo de motoristas de aplicativos. "De Taguatinga eu peguei um pra Águas Claras, depois Guará. Aí do Guará eu peguei Sobradinho." Logo depois, ele compartilhou a imagem da última corrida que fez. Registro da última corrida feita pelo motorista motorista de aplicativo Maurício Cuquejo Sodré antes de ser morto, no DF Reprodução Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.
Sat, 25 Jan 2020 15:00:03 -0000
Três crianças mortas em incêndio criminoso são enterradas em Paraty

Enterro aconteceu no Cemitério Municipal. Padrasto foi preso em flagrante suspeito de colocar fogo na casa. Da esquerda para a direita: Marya Clara, Cauã e Marya Alice Arquivo Pessoal Foram enterradas na manhã deste sábado (25) as três crianças mortas em um incêndio criminoso em Paraty, na Costa Verde do Rio de Janeiro. O caso aconteceu na sexta-feira (24), na Rua Primeiro de Maio, no bairro Ilha das Cobras. O enterro foi no Cemitério Municipal. Quatro pessoas estavam na residência quando o fogo começou, na manhã de sexta-feira (24). As crianças foram identificadas pela Polícia Militar como Marya Alice de Almeida Santos da Conceição, de quatro anos, Cauã de Almeida Santos da Conceição, de cinco anos, e Marya Clara de Almeida Santos, de sete anos. Casa pega fogo na Ilha das Cobras Reprodução A única sobrevivente é mãe das crianças, Dara Cristina de Almeida Santos Souza, de 25 anos. Inicialmente, ela foi socorrida e levada para o Hospital Municipal Hugo Miranda, em Paraty. Segundo a unidade médica, a paciente inalou muita fumaça e chegou a ficar entubada, respirando com ajuda de aparelhos. O estado de saúde era grave, mas ela apresentou uma melhora. Na tarde de sexta-feira, Dara foi transferida para um outro hospital da região. Por segurança, o destino não foi divulgado. A ambulância usada no transporte foi acompanhada por uma escolta da polícia. Os vizinhos disseram que o incêndio começou por volta das 6h30. Quando perceberam as chamas, houve uma mobilização para tentar salvar as crianças. Os bombeiros foram chamados às 7h11. As chamas foram totalmente apagadas às 8h30. Incêndio atinge casa em Paraty Reprodução Uma equipe da Polícia Civil foi ao local para fazer uma perícia no imóvel. Em seguida, os corpos das crianças foram levados para o Instituto Médico Legal de Angra dos Reis, cidade vizinha, e foram liberados no mesmo dia. Padrasto foi preso suspeito de colocar fogo na casa O padrasto das crianças foi preso em flagrante suspeito de colocar fogo na casa. De acordo com o delegado Marcello Russo, sete testemunhas foram ouvidas para a conclusão do caso, incluindo a avó e a babá das crianças. Ainda segundo o delegado, a motivação do crime teria sido ciúmes da companheira. O homem queria se livrar delas para ficar só com a mulher. Em depoimento, o suspeito tentou culpar o filho mais novo da companheira, de 5 anos, e disse que ele teria colocado fogo nos colchões do quarto por ser um "menino levado". O delegado informou ainda que o homem era usuário de drogas. O suspeito foi levado para a delegacia de Paraty, onde o caso foi registrado. Ele vai responder por três homicídios qualificados por emprego de fogo, agravados pelo fato das vítimas terem menos de 14 anos, além de tentativa de feminicídio e crime de incêndio em local habitado.
Sat, 25 Jan 2020 14:59:08 -0000
Fuzil capaz de derrubar avião é apreendido dentro de Jeep na BR-364 em RO

No carro ainda havia mais dois fuzis de menor alcance, além de 500 munições e explosivos. Apreensão foi em Ji-Paraná (RO). Armamento e munições apreendidos em Ji-Paraná PRF/Divulgação Um fuzil .50, capaz de derrubar até avião, foi apreendido dentro de um Jeep Renegade na BR-364 em Ji-Paraná (RO), região central de Rondônia. O rifle, que custa R$ 50 mil, foi encontrado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na noite de sexta-feira (24). Dentro do mesmo veículo foram localizados mais dois fuzis, sendo um de calibre 7,62 e o outro de 5.56. Os dois ocupantes do carro foram presos. Segundo a PRF, uma equipe fazia fiscalização no KM 345 da BR-364, quando decidiu abordar um Jeep Renegade de cor branca, com placa de Caruaru (PE). O veículo viajava pela rodovia com dois ocupantes, sendo o motorista e um passageiro. Ao conferir os equipamentos obrigatórios do carro, os policiais perceberam que a tampa do porta-malas estava pesada, além de dois estepes - um deles considerado pesado pela PRF. Os agentes perguntaram ao motorista e passageiro sobre o motivo da viagem. Ambos disseram que saíram de Vilhena (RO) e seguiriam até Jaru (RO), pois teriam um compromisso de trabalho no ramo de segurança. Neste momento os dois suspeitos entraram em contradição e a PRF realizou consultas no sistema. Na ocasião, foi constatado que os dois tinham passagem pela justiça, sendo um por roubo a banco e outro por fraude no seguro DPVAT e receptação. Segundo a PRF, os policiais decidiram fazer uma busca no veículo e notaram um rebaixamento no forro do teto e que os acabamentos plásticos do porta-malas estavam rebaixados. Foi neste momento que os policiais encontraram o arsenal de guerra: três fuzis (.50, 7.62 e 5.6), mais de 500 munições, explosivos, coletes balísticos, rádio comunicador e aparatos para uso de explosivos. Ainda em fiscalização no veículo, foi constatado diversos sinais identificadores adulterados, tais como chassi e número do motor. Munições apreendida em Rondônia PRF/Divulgação Motorista e passageiro então receberam voz de prisão e, segundo a PRF, o condutor do veículo alegou que foi pago para levar o Jeep até a cidade de Jaru e não sabia do armamento escondido no carro. Os suspeitos foram conduzidos à Delegacia da Polícia Federal (PF), juntamente com os ilícitos e o veículo. Fuzil .50 O fuzil .50 apreendido em Ji-Paraná tem capacidade de atingir um alvo com precisão a 1,8 km e tem "altíssimo" poder de destruição. O fuzil .50 é uma arma de repetição (um tiro por vez), de um calibre criado originalmente para metralhadora. Um fuzil deste tipo possui cinco a dez tiros por carregador. A arma mostrada em vídeo pode disparar até cinco projéteis. O rifle é capaz de derrubar até um avião e perfurar carros blindados.
Sat, 25 Jan 2020 14:58:45 -0000
Ajudante de motorista fica ferido após ser atacado por dois pit bulls em Fernandópolis

Vítima sofreu ferimentos em diversas partes do corpo, inclusive no rosto. Outro pedestre também foi atacado, mas, como ele não foi encontrado no local, a polícia acredita que tenha sofrido apenas machucados leves. Homem sofreu ferimentos após ser atacado por cachorro em Fernandópolis Reprodução/TV TEM Um ajudante de motorista de 37 anos ficou ferido ao ser atacado por dois cachorros da raça pit bull, na manhã deste sábado (25), no bairro Jardim Guanabara, em Fernandópolis (SP). De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada para comparecer a uma fábrica caseira de cadeiras, onde dois cães teriam escapado e avançado em dois pedestres. Ao chegarem ao local, os policiais descobriram que o ajudante de motorista, identificado como Osmar Dias de Oliveira, já havia sido socorrido desacordado por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para um hospital da região. Ajudante ficou com ferimentos no rosto após ataque em Fernandópolis Reprodução/TV TEM A TV TEM apurou que o homem foi mordido no pescoço, nas mãos, no rosto, na orelha e em diversas partes do corpo. Ele recebeu atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município, precisou de pontos para fechar alguns machucados, tomou medicamentos e foi liberado. A outra vítima não foi localizada, mas testemunhas disseram à polícia que ela saiu correndo do local depois de ser atacada. Como ela não deu entrada em nenhuma unidade hospitalar, a polícia acredita que tenha sofrido apenas ferimentos leves. Ainda segundo o registro policial, a dona dos animais compareceu à delegacia de Fernandópolis e afirmou ao delegado que acredita que alguém tenha facilitado a saída dos cachorros. Ela se comprometeu a entregar as câmeras de segurança do local à polícia. O caso, que foi registrado como lesão corporal, será investigado pela Polícia Civil. Os cães retornaram para a fábrica. Vítima precisou de pontos para fechar machucados em Fernandópolis Reprodução/TV TEM Veja mais notícias da região no G1 Rio Preto e Araçatuba
Sat, 25 Jan 2020 14:58:44 -0000
Chuva forte provoca mortes, transtornos e alagamentos na Grande BH

Chuva forte provoca mortes, transtornos e alagamentos na Grande BH Defesa Civil confirma 14 mortes na Região Metropolitana de BH. Duas pessoas morreram na Vila Bernadete, em Belo Horizonte.. Três pessoas morreram soterradas em Ibirité; uma ainda é procurada.. Quatro pessoas estão soterradas em Betim; buscas são feitas no local.. Previsão é de mais chuva forte no estado neste sábado.
Sat, 25 Jan 2020 14:58:33 -0000
Com um ano de operação em Brumadinho, bombeiros relatam experiência nas buscas

Militares de todo o estado têm trabalhado na região; "Situação complicada e triste", diz soldado. Há exatamente um ano, a barragem da Mina do Feijão, em Brumadinho (MG), se rompeu, causando uma enorme tragédia humana e ambiental. Desde o primeiro chamado resgatar as vítimas, até os dias e meses que se seguiram, bombeiros de todo o estado têm trabalhado na região no que é chamada de uma "situação complicada e triste". Mais de 500 militares do Sul de Minas foram deslocados para ajudar nas buscas, onde 270 pessoas morreram, centenas ficaram feridas, além de terem suas casas totalmente destruídas pela lama. Eles contam que encontraram dificuldades no início, pois a área ainda era bastante instável em função da lama em estado líquido. O sargento Luiz Phelipe Amaral de Souza, trabalhou na operação logo no início, e chegou a ficar alojado em uma igreja, pois a estrutura ainda era provisória. “No início eu trabalhei na abertura de estradas para facilitar o acesso aos pontos de rejeito e resgatar o maior número de corpos possível. Agora tudo lá é muito melhor e muito mais organizado do que quando fui, até quanto a quantidade de equipamentos disponíveis", diz. Escavadeira destruída pela lama Bruno Henrique Serpa Belo Os bombeiros ficaram aquartelados por dias longe da família, com pausas apenas para descanso e alimentação, além da exposição aos fatores climáticos e o contato direto com a lama. A cada dia , a chance de encontrar uma vítima viva diminuía drasticamente, então as buscas passaram a ser apenas pelos corpos dos desaparecidos. “Procurar por cadáveres é uma situação complicada e triste, a maioria dos segmentos de corpos são pequenos, e a atenção tem que ser redobrada quando a máquina está revirando o material. Em um ambiente como a lama, a natureza está em decomposição, isso causa um cheiro muito desagradável, além da exposição ao sol, poeira, calor e chuva.”, conta o bombeiro Caio César Lourenço. Colete refletivo encontrado na lama Caio César Lourenço A experiência O sargento Luiz Phelipe, que já havia atuado no rompimento da barragem de Bento Rodrigues, em Mariana (MG), tem 10 de carreira, mas mesmo assim diz que se impressionou com a situação em Brumadinho. "Eu estava fazendo o curso de Sargento e nós fomos convocados para dar apoio em Mariana. Eu já tinha visto mais ou menos o que poderia esperar, mas Brumadinho, pela quantidade de vítimas, foi surpreendente, não tem palavra pra descrever". Já Caio trabalhou na operação pela primeira vez em agosto de 2019. Ele conta que já havia frequentado a cidade quando tinha 13 anos, visitando a casa de um amigo de seu pai. A base onde está instalado o posto de comando da Operação Brumadinho antes era um clube que ele também visitou quando era mais novo. “Aqui tinha várias casas iguais na rua e sobraram poucas. Quando entrei em uma delas, lembrei bem da disposição dos cômodos. Senti uma nostalgia, já conhecia esse lugar. Quem diria que voltaria aqui depois de anos para ficar hospedado na mesma casa, no mesmo lugar, mas dessa vez para trabalhar em uma das maiores tragédias da história", lamenta. Soldado Lourenço em frente a casa que já havia frequentado mais novo Caio César Lourenço No dia do rompimento da barragem, uma sirene deveria tocar para avisar aos funcionários e moradores que saíssem da zona de risco, porém não há certeza se isso realmente aconteceu, o que foi vivenciado em um teste pelo bombeiro Bruno Henrique Serpa Belo “Em um simulado no horário que ela tocasse a gente deveria parar os trabalhos e evacuar a área. Me marcou muito que mesmo sabendo que ela estava tocando gente não ouviu, as máquinas fazem muito barulho. Tivemos que parar tudo para poder ouvir, é complicado porque não sabemos se no dia do rompimento ela tocou e o pessoal não ouviu também", conta. Riscos à saúde O acidente causou comoção nacional, pessoas de todas as partes do país se solidarizaram com a situação. Apesar de milhares de bombeiros terem se prontificado a ajudar no resgate desde o princípio, havia receio das famílias e dos próprios dos militares com os riscos que a lama de rejeito pode causar à saúde. Sargento Phelipe erguendo bandeira encontrada na lama Luiz Phelipe Amaral de Souza “Como de costume, a família da gente fica muito preocupada, ainda mais que no início havia muito comentário sobre o risco de contaminação. Eu mesmo não fiquei preocupado, eu só queria ir ajudar, resgatar o maior número de pessoas que eu conseguisse.”, cont Phelipe. Para Bruno, apesar do receio, o risco é inerente à profissão. “A gente sai de casa sempre para trabalhar e não sabemos se vamos voltar. A gente sabia que teria risco em Brumadinho, mas seria mais um dia de trabalho.” Desenho em quadro branco feito por um bombeiro Caio César Lourenço Em Brumadinho, 11 corpos permanecem desaparecidos. O objetivo do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais é continuar as buscas até que todos sejam recuperados. A área já foi vasculhada em 95% da extensão do acidente e a corporação é responsável pela maior operação contínua de busca e salvamento na história do Brasil. *estagiária sob supervisão. Veja mais notícias da região no G1 Sul de Minas
Sat, 25 Jan 2020 14:56:33 -0000
Mulher fica ferida em acidente com quatro carros e capotamento no Cambuí, em Campinas

Segundo a Emdec, veículo foi atingido por outro antes de capotar e atingir outros dois capotados; a motorista tem cerca de 25 anos, teve ferimentos leves e foi levada ao PS do São José. Carro capotou na Rua Américo Brasiliense, no Cambuí, em Campinas Reprodução/ Câmera de segurança Uma mulher ficou ferida em um acidente envolvendo quatro carros, durante a madrugada deste sábado (25), em Campinas (SP). De acordo com a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), o caso ocorreu por volta das 4h, na Rua Américo Brasiliense, localizada no Cambuí. Um carro, que seguia pela contramão e atingiu outro veículo, que capotou. Na sequência, o primeiro carro atingiu outros dois que estavam estacionados. A vítima do carro que capotou é uma mulher de aproximadamente 25 anos, de acordo com a Emdec. Ela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros ao Pronto-Socorro do São José com ferimentos leves. Veja mais notícias da região no G1 Campinas
Sat, 25 Jan 2020 14:56:22 -0000
Casal é preso com mais de 3 kg de cocaína no aeroporto de Salvador, ao tentar levar droga para Portugal

Droga estava escondida no forro de uma das malas que suspeitos levavam. Casal é preso com mais de 3 kg de cocaína no aeroporto de Salvador, ao tentar levar droga para Portugal Divulgação/PF -BA Um casal foi preso em flagrante ao tentar embarcar com 3,2 kg de cocaína, em um voo com destino a Portugal, no Aeroporto Internacional Luís Eduardo Magalhães, em Salvador. O caso aconteceu na sexta-feira (24). A droga estava escondida no forro de uma das malas que os suspeitos levavam. A dupla, que não teve identidade revelada, foi detida por agentes da Polícia Federal. Os dois estão à disposição da Justiça Federal e vão responder por tráfico de drogas. Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.
Sat, 25 Jan 2020 14:53:26 -0000
Homem é preso em flagrante após furtar mercado no Jardim Monte Alto, em Presidente Prudente
Suspeito arrombou a porta dos fundos do estabelecimento utilizando um pé-de-cabra e invadiu o local. Crime ocorreu na manhã deste sábado (25). Um homem, de 39 anos, foi preso em flagrante após furtar um mercado no bairro Jardim Monte Alto, em Presidente Prudente na manhã deste sábado (25). Ele utilizou um pé-de-cabra para arrombar a porta dos fundos do estabelecimento e invadir o local. De acordo com o Boletim de Ocorrência, a polícia foi acionada por volta das 7h para atender a ocorrência de furto. No local, em contato com o proprietário do mercado, a equipe foi informada que um homem desconhecido havia furtado o estabelecimento. A vítima, ao chegar na empresa por volta das 6h50, percebeu que chinelos, cigarros, chips de celular e R$ 500 que estavam no caixa haviam sido subtraídos. A polícia, segundo o boletim, analisou as imagens das câmeras de segurança que têm no mercado e constatou que o suspeito trajava camiseta escura com listras claras e bermuda. A vítima reconheceu o autor do crime e afirmou que ele morava perto da empresa. O proprietário do estabelecimento ainda contou a polícia que no início do ano, o mesmo homem já havia furtado o local, porém, como o prejuízo havia sido pequeno, não registrou a ocorrência. De acordo com o boletim, diante das informações, os policias saíram em diligências e localizaram o suspeito, que estava em sua residência dormindo. Com ele, foram encontrados um maço de cigarro e parte do dinheiro furtado. O suspeito confessou a prática do crime e foi levado à Delegacia Participativa, onde a ocorrência foi registrada. Conforme o boletim, ele foi preso em flagrante por furto qualificado e permanece à disposição da Justiça. Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.
Sat, 25 Jan 2020 14:53:20 -0000
Chuva causa alagamentos e estragos em cidades do Centro-Oeste

Pelo menos, uma pessoa ficou ferida depois que uma casa desabou em Divinópolis. Foram registrados inundações, quedas de árvores e destelhamentos em oito municípios entre a noite de sexta-feira (24) e manhã deste sábado (25). Volume de água do Rio Itapecerica em Divinópolis subiu para 80 centímetros neste sábado Mariana Milagre/G1 As chuvas intensas que caíram na Região Centro-Oeste de Minas causaram problemas em pelo menos oito cidades, da noite desta sexta-feira (24) a manhã deste sábado (25). Para esse final de semana ainda há previsão de chuvas na região. Por causa disso, um alerta laranja, que representa perigo, foi emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), com mais de 30 cidades que poderiam ser afetadas. Confira a lista completa das cidades. Segundo ainda o alerta, deve chover entre 30 e 60 milímetros por horas neste sábado. “A frente fria que está atuando em Minas Gerais nas últimas 24h devido à formação de um centro de baixa pressão na região Sudeste do estado converge muita umidade da Amazônia sentido Oceano Atlântico”, explicou o climatologista Ruibran dos Reis. Conforme dados da estação do Climatempo, nesta semana o termômetro variou entre 19°C e 26°C. A umidade relativa do ar aumenta em relação aos últimos dias, ficando em torno dos 85% pela manhã e baixa para 45% no decorrer do dia. Destelhamento e desabamento de casas, inundação de vias e transbordamento de córrego foram alguns dos problemas registrados pelas cidades por causa das chuvas. Confira abaixo a situação dos municípios. Divinópolis Em Divinópolis, a chuva desta quinta, alagou vários pontos, incluindo a região do Bairro Bom Pastor. Ruas próximas ao Hemominas ficaram intransitáveis. De acordo com a Defesa Civil, nos últimos três dias choveu mais de 230 milímetros na cidade. Na MG-050, próximo de onde está a construção da Trincheira que ligará os Bairros Alvorada e Serra Verde, a pista ficou alagada na noite desta sexta-feira (24). Parte da terra das obras desceu. Na manhã deste sábado (25), boa parte da água já havia escoado, mas ainda há muita terra na pista. Conforme a Defesa Civil, o Rio Itapecerica em Divinópolis, subiu nos últimos três dias 1,10cm. Na madrugada deste sábado (25) choveu na cabeceira do rio em Itapecerica e por causa disso, a Defesa Civil cogita que haja outro aumento de elevação do rio. Uma nova medição será feita na tarde deste sábado. Uma casa desabou nesta sexta-feira (24) e uma idosa ficou ferida no Bairro Mangabeiras. A vítima foi atendida pelo Samu e levada pelo Corpo de Bombeiros até o Complexo de Saúde São João de Deus. De acordo com militares, além dela, o marido também estava na casa. O idoso de 82 anos conseguiu sair a tempo e não foi atingido pelos escombros. O local está interditado. Um Plano de Ação da Defesa Civil em conjunto com órgãos de segurança da cidade está em andamento, para resolver problemas relacionados à chuva no município. Desde a quinta-feira (23) equipes vistoriam pontos considerados críticos na cidade. Um carro foi arrastado pela enxurrada na Zonal Rural da cidade. A Central de Regulação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência (Samu-Oeste) recebeu o chamado na noite desta sexta-feira. De acordo com o solicitante, um carro havia sido arrastado pela enxurrada, a equipe não encontrou vítimas no local. Casa desabou no Bairro Mangabeiras em Divinópolis Mariana Milagre/G1 Nova Serrana Em Nova Serrana, dezenas de ruas ficaram alagadas conforme os bombeiros. A TV Integração recebeu imagens de moradores que mostraram a situação em pontos da cidade, na Avenida Dom Cabral por exemplo, a água foi tão intensa que arrastou uma motocicleta. Um dos muros do Clube Araguaia desabou, mas ninguém ficou ferido. A água também invadiu um galpão de uma fábrica de calçados. A cidade também registrou quedas de árvores. Na BR-469 entre Nova Serrana e Conceição do Pará, parte da pista foi interditada na manhã deste sábado, segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMR), um dos lados da pista o asfalto cedeu. O trânsito está em meia pista, e funciona no sistema “Para e Siga”. Parte da BR-494 cedeu neste sábado (25) no sentindo a Nova Serrana Flaviane Oliveira/G1 Conceição do Pará Em Conceição do Pará, o nível do rio subiu e invadiu casas na noite desta sexta-feira (24) e madrugada desta sábado (25). Imagens enviadas a TV Integração pelo morador Lázaro Oliveira, mostram a situação das residências que foram inundadas. No registro feito pelo morador, mostra ainda um carro foi tomado pela água. Segundo os Bombeiros, não há registros de pessoas feridas por causa de ocorrência envolvendo as chuvas. Itaúna Em Itaúna, o nível do Rio São João subiu nesta sexta-feira (24). A Prefeitura informou que o leito transbordou e vários trechos da Avenida São João foram interditados. Os pontos considerados críticos eram a rodoviária e os fundos do Hospital Manoel Gonçalves. Problemas também foram registrados na Avenida Walter Mendes Nogueira. A barragem do Benfica, transbordou na manhã desta sexta-feira. De acordo com a Prefeitura, as comportas foram abertas nesta quinta-feira (23), mas a barragem não suportou o volume de água. Ainda segundo a Prefeitura, a grande quantidade de chuva que atingiu a região da Cachoeira dos Chaves nas últimas horas, colaborou para que a barragem transbordasse, pois impacta diretamente o Rio São João. Barragem Benfica transbordou nesta sexta-feira (24) em Itaúna Reprodução/ Tv Integração Formiga Em Formiga, algumas vias tiveram as pedras do calçamento arrancadas pela chuva neste sexta-feira (24). Neste sábado (25), a Prefeitura informou que aproveita a pausa das chuvas para recompor as vias que foram destruídas. Segundo ainda o Executivo, a chuva de ontem gerou preocupação na cidade, mas todos os pontos conspirados críticos estão sendo monitorados pela Secretaria de Gestão Ambiental e Defesa Civil. O Corpo de Bombeiros informou que foram registrados pelos menos seis chamados para retirada de árvores que caíram em vias públicas. Vias são recompostas após chuvas em Formiga Prefeitura de Formiga/Divulgação
Sat, 25 Jan 2020 14:51:19 -0000

Offers and services for you

This page was created in: 0.01 seconds

Copyright 2020 Oscar WiFi

This website or its third-party tools use cookies, which are necessary to its functioning and required to achieve the purposes illustrated in the cookie policy. By closing this banner, scrolling this page, clicking a link or continuing to browse otherwise, you agree to the use of cookies. If you want to know more or withdraw your consent to all or some of the cookies, please refer our Cookie Policy More info